Marca PE AZ

Localizada no Sertão Pernambucano, a Região de Desenvolvimento do Sertão do Moxotó tem uma área de 8.929 km² e é formada por 07 municípios onde, de acordo com o censo demográfico 2010 do IBGE, vive uma população de 212.556 habitantes, sendo 133.324 habitantes na área urbana e 79.232 habitantes na zona rural.

Os municípios mais populosos são Arcoverde, com 69.157 habitantes, e Sertânia, que tem uma população de 33.723 habitantes.

A economia do Sertão do Moxotó está baseada em atividades agropecuárias, com destaque para a caprinovinocultura. Outros destaques são a prestação de serviços, a indústria e a apicultura, sendo a região considerada um dos maiores pólos apícolas do Estado.

Por municípios, os destaques da região são os seguintes:

Arcoverde, que concentra quase metade da população regional, é um importante centro comercial do interior pernambucano, dispõe de várias indústrias e é um expressivo centro educacional do Sertão; em Sertânia, além da caprinocultura, um destaque é a indústria têxtil; Custódia tem a fabricação de doces; em Betânia destacam-se os rebanhos caprinos e ovinos e Ibimirim a apicultura.

No setor cultural, um grande destaque da região é artesanato em madeira, sobretudo na cidade de Ibimirim onde dezenas de artesãos (conhecidos como Os Santeiros de Ibimirim) produzem imagens sacras famosas nacionalmente.

Índice de Desenvolvimento Humano: O IDH do Sertão do Moxotó é 0,633, inferior ao do Estado que é 0,692. Entre os municípios, os maiores índices são os de Arcoverde (0,708), Custódia (0,653) e Sertânia (0,648). Manari (0,467) detém o mais baixo IDH de Pernambuco.

Municípios: Arcoverde, Betânia, Custódia, Ibimirim, Inajá, Manari e Sertânia.

0
0
0
s2sdefault

Localizada na Região do Semi-árido Pernambucano, a Região de Desenvolvimento do Sertão do São Francisco tem uma área de 15.044,4 km² e é formada por 08 municípios onde, de acordo com o censo demográfico 2010 do IBGE, vive uma população de 434.713 habitantes, sendo 280.787 habitantes na área urbana e 153.926 habitantes na zona rural.

O município de maior população é Petrolina, com 294.081 habitantes, seguido por Santa Maria da Boa Vista, com 39.473 habitantes.

A economia do Sertão do São Francisco é baseada na agricultura irrigada às margens do Rio São Francisco (com destaque para a fruticultura, horticultura e floricultura) e na agroindústria, sobretudo com a produção de vinhos finos de mesa conhecidos nacional e internacionalmente.

O Vale do São Francisco (incluindo aí o município de Juazeiro, na Bahia, separado de Petrolina apenas por uma ponte), é o maior pólo exportador de frutas do Brasil, com destaque para a uva e a manga, responsáveis por 93% e 90%, respectivamente, das vendas externas. É, também, o maior produtor de uvas de mesa do país.

Por municípios, os destaques da região são os seguintes:

Cabrobó é maior produtor de arroz do Estado (60% da produção estadual) e um grande produtor de cebola, 17% da produção de Pernambuco; em Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista e Petrolina, predomina a produção de vinhos finos (onze das doze vinícolas do Vale de São Francisco estão em Pernambuco); Petrolina e Dormentes são os maiores produtores de ovinos do Estado; em Afrânio e Dormentes o bovinocultura para produção de derivados de leite.

No artesanato, os destaques regionais são artefatos de madeira (principalmente as carrancas), de cerâmica, de couro e de palha.

Índice de Desenvolvimento Humano: O IDH do Sertão do São Francisco é 0,708, superior ao de Pernambuco (0,692). Entre os municípios, os maiores índices são os de Petrolina (0,748) e Cabrobó (0,677).

Municípios: Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista.

0
0
0
s2sdefault

Localizada no Sertão Pernambucano, a Região de Desenvolvimento do Sertão do Pajeú tem uma área de 8.689,7 km² e é formada por 17 municípios onde, de acordo com o censo demográfico 2010 do IBGE, vive uma população de 314.603 habitantes, sendo 199.726 habitantes na área urbana e 114.877 habitantes na zona rural.

Os municípios mais populosos são Serra Talhada, com 79.241 habitantes, e Afogados da Ingazeira, com 35.091 habitantes.

A economia do Sertão do Pajeú está baseada na avicultura, na agropecuária, na pequena indústria, no comércio, serviços e no turismo. Na agricultura, além do milho e feijão, a região cultiva a cana-de-açúcar utilizada por cerca de 100 engenhos que produzem mel, rapadura e cachaça.

Por municípios, os destaques da região são os seguintes:

Serra Talhada tem o maior rebanho caprinovicultor, destaca-se na construção civil e é o maior centro comercial; São José do Egito é o maior criador de aves, com uma criação equivalente a 4,7% da produção estadual, e destaca-se também nos serviços médicos; Afogados da Ingazeira destaca-se no setor de vestuário e no abete de aves; em Triunfo, onde está o ponto mais alto de Pernambuco (o Pico do Papagaio, com 1.200 metros de altitude), o maior destaque é o turismo.

No setor cultural, um grande destaque da região são os repentistas e suas cantorias de viola, sendo a cidade de São José do Egito considerada o berço da poesia popular nordestina.

Índice de Desenvolvimento Humano: O IDH do Sertão do Pajeú é de 0,640, inferior ao de Pernambuco que é de 0,705. Entre os maiores índices estão Triunfo (0,714), Afogados da Ingazeira (0,683) e Serra Talhada (0,682).

Municípios: Afogados da Ingazeira, Brejinho, Calumbi, Carnaíba, Flores, Ingazeira, Iguaracy, Itapetim, Quixaba, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Terezinha, São José do Egito, Serra Talhada, Solidão, Tabira, Triunfo e Tuparetama.

0
0
0
s2sdefault

Veja, abaixo, a relação dos açudes e barragens construídos nos leitos dos rios pernambucanos para implantação dos serviços de abastecimento de água estaduais:

 

Nome

Capacidade total (m3)

Município

Carpina

270.000.000

Carpina

Tapacurá

94.200.000

S. Lourenço da Mata

Goitá

35.380.000

Glória de Goitá

Botafogo

27.595.036

Igarassu

Duas Unas

24.199.000

Jaboatão

Várzea do Una

11.668.010

S. Lourenço da Mata

Utinga

10.426.047

Ipojuca

Sicupema

3.200.000

Cabo

Bita

2.770.000

Ipojuca

Pão de Açúcar

54.696.500

Pesqueira

Poço Fundo

27.750.000

Sta. Cruz do Capibaribe

Eng. S. Guerra

17.766.470

Belo Jardim

Arcoverde

18.823.454

Pedra

Eng. G. Pontes

13.800.000

Caruaru

Ipaneminha

3.900.000

     -

Inhumas

3.273.000

Garanhuns

Mororó

2.929.682

Pedra

Mundaú

1.968.600

Garanhuns

Machado

1.613.030

Brejo Madre Deus

Eng. F. Sabóia

504.081.125

Ibimirim

Entremontes

339.333.700

Parnamirim

Chapéu

188.000.000

Parnamirim

Saco II.

123.523.510

Sta. Ma. Boa Vista

Barra de Juá

71.474.000

Floresta

Algodões

54.481.872

Ouricuri

Rosário

34.990.000

Iguaraci

Eng. Camacho

27.664.500

Ouricuri

Lopes II.

23.935.360

Bodocó

Custódia

21.623.100

Custódia

Cachoeira II.

21.031.145

Serra Talhada

Brotas

19.639.576

Afogados da Ingazeira

Boa Vista

16.448.450

Salgueiro

Jazigo

16.643.300

Serra Talhada

Salgueiro

14.698.200

Salgueiro

Abóboras

14.360.000

Parnamirim

Araripina

3.702.200

Araripina

Pau Branco

3.315.774

Afrânio

Terra Nova

1.220.625

Petrolina

São José II.

7.200.000

São José do Egito

Mocotó

757.747

Vitória de Santo Antão

Boa Vista

1.632.187

Itapetim

Santa Terezinha

7.152.875

Petrolina

Pau Ferro

2.068.937

Petrolina

Mandu

939.532

Pedra

Barro Branco

213.766

Tabira

Urubu

2.033.780

Salgueiro

Traíras

2.991.910

S. José do Belmonte

Cajarana

1.300.000

Afrânio

0
0
0
s2sdefault

Publicidade

banner google1

Parceiros

banner google1banner google1

Publicidade

banner google1

Multimídia