Marca PE AZ

vicencia 01Histórico

O local onde hoje fica a cidade de Vicência era uma fazenda, de propriedade de Vicência Barbosa de Melo, que, em 1862, construiu em suas terras uma capela sob a invocação de Nossa Senhora de Santana, em torno da qual surgiu um povoado. Os moradores da região conheciam o local pelo nome da proprietária da fazenda e o topônimo permaneceu.

O distrito de Vicência, integrante do território do município de Nazaré (hoje Nazaré da Mata), foi criado a 05 de julho de 1879. A freguesia foi criada a 30 de maio de 1891, data de criação do município, desmembrado de Nazaré. A 16 de maio de 1895, o município de Vicência foi extinto, sendo restaurado a 11 de setembro de 1928.

Dados gerais

Localização: Zona da Mata Norte, a 87 km do Recife.
Área: 255 km2
Solo: Argiloso e rochoso
Relevo: Ondulado e forte ondulado
Vegetação: Floresta subcaducifólia
Ocorrência mineral: -
Precipitação pluviométrica média anual: 1.292,0 milímetros
Meses chuvosos: Abril - Julho
População: 30.731 habitantes (IBGE 2010)
Eleitorado: 22.955 eleitores (TRE 2010)
Dia de feira: Sábado
Data de comemoração da emancipação política: 11 de setembro
Prefeito: Paulo Tadeu Guedes Estelita (PSB)
Vice-Prefeito: Adjailson de Oliveira Vasconcelos (PTN)
Padroeira: Nossa Senhora de Santana

Serviços

Prefeitura/endereço:
Rua Dr. Manoel Borba, 48 - CEP: 55850-000
Telefones: (81) 36411156 - (81) 36411191
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fórum/endereço:
Rua Deoclides de Andrade Lima, 05 - Centro - CEP: 55.850-000
Telefones: (81) 3641-1220 - (81) 3641-1337

Câmara Municipal
Rua 13 de Maio, 77, Centro CEP: 55.850-000
Telefone: (81) 3641-1255

Vereadores (11):
Abdon José de Lima Filho (PMDB)
Antônio Euclides da Silva (PP)
Antonio Galdino Neto (PC do B)
Francisco de Assis Barbosa do Carmo (PTB)
Jânio Batista Alves (PV)
João Domingos da Silva (PSB)
João Milanez da Silva (PDT)
José Augusto da Silva (PPS)
José Romeu Ataíde Sobrinho (PT)
Josénildo Pereira de Amorim (PTB)
Sandoval dos Santos (PSB)

 

0
0
0
s2sdefault

Histórico

A área onde atualmente fica a cidade de Xexéu foi rota de escravos que seguiam em direção ao Quilombo dos Palmares. Como era passagem obrigatória dos negros, ali foi criado, em 1675, um núcleo de resistência negra, denominado Engenho Macaco. Essa comunidade chegou a ter 15 mil habitantes.

No final do século XIX, a povoação ganhou a denominação de Aurora, por conta, segundo alguns historiadores, da passagem das tropas de um marechal que ficou encantado com o amanhecer na localidade e conseguir convencer os moradores pela mudança de nomes.

O distrito de Xexéu, subordinado ao município de Água Preta, foi criado pela lei municipal nº 53, de 24/04/1930. Tornou-se município autônomo a 01 de outubro de 1991, através da lei estadual nº 10.621. A denominação do município é homenagem ao pássaro conhecido por xexéu, de canto harmonioso, comum na região em tempos passados.

Dados gerais

Localização: Zona da Mata Sul, a 162 km do Recife.
Área: 121 km2
Solo: Argiloso
Relevo: Ondulado e forte ondulado
Vegetação: Floresta subperenifólia
Ocorrência mineral: -
Meses chuvosos: Abril - Julho
População: 14.092 habitantes (IBGE 2010)
Eleitorado: 11.403 eleitores (TRE 2010)
Data de comemoração da emancipação política: 01 de outubro
Prefeito: Eudo de Magalhães Lyra (PSB)
Vice-Prefeito: Noelino Magalhães Oliveira Lyra (PTB)

Serviços

Prefeitura/endereço:
Rua Floriano Gonçalves de Lima, 104 CEP: 55.530-000
Telefone: (81) 3681-8154 Fax: (81) 3681-8160

Câmara Municipal
Rua da Alegria, 41, Centro CEP: 55.554-000
Telefone: (81) 3681-8148

Vereadores (09):
Domingos Leandro da Fonseca Junior (PC do B)
Edson Cabral da Silva Filho (PSD)
Flavio Rocha Peixoto (PTB)
José Jacinto de Almeida (PR)
José Mauricio da Silva (PC do B)
José Valdelicio da Silva Filho (PSB)
Maria Cristiane dos Santos (PT)
Maria José de Andrade Melo da Fonseca (PSL)
Thiago Gonçalves de Lima (PDT)

0
0
0
s2sdefault

vitoriaVitória, no Agreste do Estado, é a terra que fabrica a legítima cachaça nordestina

0
0
0
s2sdefault

Localizada na mesorregião do Agreste Pernambucano, a Região de Desenvolvimento do Agreste Central tem uma área de 10.117 km² e é formada por 26 municípios. De acordo com o censo demográfico 2010 do IBGE, tem uma população de 1.048.968 habitantes, sendo 807.285 habitantes na área urbana e 241.683 habitantes na zona rural.

O município mais populoso da região é Caruaru, com 314.951 habitantes e o segundo município de maior população é Belo Jardim, com 72.412 habitantes.

A economia do Agreste Central está vinculada ao Pólo de Confecções do Estado (vestuário e têxteis) do qual Caruaru é um dos principais centros (*); à produção agrícola; à pecuária de leite e de corte; à avicultura; ao turismo; ao comércio e serviços.

(*) O Pólo de Confecções de Pernambuco apresenta grande concentração no Agreste do Estado, particularmente no entorno do eixo Caruaru, Toritama, Santa Cruz do Capibaribe e Taquaritinga do Norte, com 73% da produção do vestuário do Estado, 77 mil empregos diretos e indiretos, e 12 mil empresas formais e informais, conforme dados do Condepe/2006.)

A agricultura é basicamente a mesma das demais regiões semi-áridas, com o cultivo de culturas tradicionais como milho, feijão, mandioca e palma. Nas áreas de brejo, que são exceção, o clima permite o plantio de verduras, hortaliças e café.

Por municípios, os destaques da região são os seguintes:

Caruaru é grande centro comercial; Gravatá é um centro de lazer e pólo moveleiro; Belo Jardim tem indústrias de porte como Baterias Moura, Palmeiron e Mafisa; Poção e Alagoinha produzem renda e renascença; o destaque de Bonito é a produção de sucos de frutas; e São Joaquim do Monte é o maior produtor de tomates do Estado.

No artesanato, um grande destaque regional é a cerâmica figurativa produzida no Alto do Moura, em Caruaru, comunidade que conquistou o título, concedido pela Unesco, de Maior Centro de Artes Figurativas da América Latina.

Índice de Desenvolvimento Humano - O IDH do Agreste Central é de 0,634, inferior ao de Pernambuco que é de 0,705. Entre os maiores índices estão os de Caruaru (0,713), Gravatá (0,654) e Cachoeirinha (0,641).

Municípios: Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Belo Jardim, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre Deus, Cachoeirinha, Camocim de São Félix, Caruaru, Cupira, Gravatá, Ibirajuba, Jataúba, Lagoa dos Gatos, Panelas, Pesqueira, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Sanharó, São Bento do Una, São Caetano, São Joaquim do Monte e Tacaimbó.

0
0
0
s2sdefault

Publicidade

banner google1

Parceiros

banner google1banner google1

Publicidade

banner google1

Multimídia