pifanoConjunto instrumental de sopro e percussão que, no Nordeste brasileiro, acompanha novenas e procissões e anima festas na zona rural e nas pequenas cidades do interior. Formada, geralmente, por dois ou três pífanos; alguns tambores; uma caixa; um tarol; e pratos de metal.

Há um pífano mais grave e outro agudo, como se fosse a primeira e a segunda flautas. Os pífanos são feitos de bambu ou outro tipo de taboca e apresentam semelhanças com os instrumentos de sopro indígenas.

Teria surgido na Ibéria. No Nordeste brasileiro, a bandinha inicialmente acompanhava a coleta de esmolas para o Divino Espírito Santo e padroeiros de localidades do interior; depois, passou a animar as festas sertanejas.

As músicas são compostas de memória pelo mestre do conjunto. No Ceará, é denominada Cabaçal; em Alagoas, é chamada de Esquenta-Mulher; na Paraíba e Pernambuco, dependendo da região, é chamada de Terno ou Zabumba. Uma das mais famosas é a Bandinha de Pífanos de Caruaru, cidade do agreste pernambucano.