Inaugurado em 1993, instalado no Sobrado Grande da Madalena, Recife, uma construção típica das casas de engenho que se transformaram em residências senhoriais. Centro de referência da cultura afro-brasileira, dispõe de um centro de documentação e pesquisa e guarda em seu acervo objetos dos séculos XVIII e XIX. Dispõe de salas para exposição, mini-auditório e anfiteatro.