sarapatel peazO Sarapatel é um guisado picadinho e bem cozinhado, feito com sangue e miúdos de porco ou outro animal, prato tradicional que se come com farinha. Em Pernambuco, é comum sua versão preparada com bode, na qual as peças, previamente lavadas com o sumo de limão, são condimentadas com especiaria clássica: louro, coentro, cebola, alho, cominho e cravo.

Aqui, como em todo o Nordeste, é costume popular servir o prato junto com uma dose de cachaça ou caipirinha, para aliviar o "peso" da comida.

Acredita-se que o Sarapatel seja de origem indiana, e tenha sido trazido de lá pelos colonizadores portugueses.No entanto, o prato popular em Goa, na Índia, quase nunca leva sangue em sua preparação e ainda usa temperos como açafrão, cravo, cominho, gengibre e água de tamarindo, nunca utilizados na receita do Sarapatel em Pernambuco.

Mais provável que sua origem esteja mesmo no Sarrabulho, prato típico da região do Minho, em Portugal, feito com tripas, fígado e sangue de porco, apresentados especialmente como papas e arroz. O antropólogo Raul Lody revela a importância do sarapatel como finalidade religiosa. Servido em forma de papa e sem a utilização da farinha, a iguaria conquistou o agrado de algumas divindades afro-brasileiras.

 


Fontes consultadas:

CAVALCANTI, M. L. De sarrabulho e sarapatel. Continente online. Sabores pernambucanos, Recife, 01 nov. 2001. Disponível em: <http://www.revistacontinente.com.br/index.php/component/content/article/122-sabores-pernambucanos/503.html>. Acesso em: 20 jul. 2014.

CASCUDO, L. C. Dicionário do folclore brasileiro. 10.ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 1999.

LODY, R. Dicionário de arte sacra e técnicas afro-brasileiras. Rio de Janeiro: Pallas, 2003.

SOUTO MAIOR, M. Comes e bebes do Nordeste. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2004.