Grupo carnavalesco pernambucano, encontrado nos bairros da periferia da capital ou cidades do interior do Estado, de caráter improvisado. Um pequeno grupo de pessoas sai às ruas durante o carnaval, carregando um boi (algumas vezes, levando também outros "bichos" extraídos do Bumba-Meu-Boi), ao som de uma pequena orquestra ou de um regional formado por sanfona, zabumba e triângulo. É um folguedo sem grandes pretensões, sem tema ou roteiro, por isso é fácil de montar. Os "bichos" (que atualmente são fabricados em papel machê ou outras técnicas), originalmente eram montados com uma estrutura em madeira, coberta por tecido.