Conjunto arquitetônico de 1874, tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional em 1980, foi construído (para servir de matadouro do Recife) com material importado de Paris, inclusive a estrutura de ferro da cobertura. Projetado pelo engenheiro José de Almeida Pernambucano, eram 15 blocos, com um total de 8.494 m2 de área útil, mas desde 1987 só restavam três desses blocos.

 

Desativado em 1976, ficou abandonado. Em 1984, metade da estrutura metálica da cobertura foi serrada e vendida como ferro velho, até que um arquiteto denunciou através da imprensa que a prefeitura estava demolindo um prédio histórico. Localizado no bairro de Peixinhos, na divida entre Recife e Olinda.