Construção iniciada em 1629, pelo governador da Capitania de Pernambuco, Matias de Albuquerque. Foi denominado inicialmente Forte Diogo Pais, que era um morador do Recife que financiou a obra. Em 1630, por conta das Invasões Holandesas, as obras foram paralisadas e, no ano seguinte, foi erguido no local um novo forte. Foi restaurado entre 1886 e 1889, sendo mantido o estilo arquitetônico do século XVII.

 

Tem uma capela dedicada a São João e, no século XVIII, serviu de sede do governo da Província de Pernambuco. É tombado pelo Patrimônio Histórico nacional e está localizado no Bairro do Recife.