Teve construção iniciada a 01/11/1880 e foi inaugurada a 1º de novembro de 1888, para servir como estação central do sistema ferroviário que tinha sede no Recife-PE e abrangia também os Estados de Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba. Prédio com estrutura de ferro, tem as mesmas características das estações de ferro européias e da Estação central do Brasil, no Rio de Janeiro. Atualmente, é sede do Museu do Trem, do Metrô do Recife, e em sua fachada o prédio mantém as mesmas características da arquitetura de fins do século XIX.

- Em 1972, foi criado o Museu do Trem na antiga Estação Central. Ele teve como patrono o sociólogo e antropólogo Gilberto Freyre.

- Em 2003 a Estação Central, que pertencia a Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima (RFSA), foi repassada, por esta, ao Governo do Estado, em regime de comodato. O Governo então repassa para uso do Banco do Banco do Brasil, que chegou a anunciar a implantação de um centro cultural.

- Em 2011, o espaço, já recuperado, foi devolvido pelo Banco do Brasil ao Governo do Estado. Sob a responsabilidade da Fundarpe, que implantou um novo equipamento cultural do Governo, que se chamaria Estação Central Capiba. O nome é uma homenagem a um dos maiores artistas pernambucanos, que por muitos anos foi funcionário do Banco do Brasil.

- Em 2014, a Estação Central Capiba foi reaberta ao público com a exposição Chegada e Partida – A Memória do Trem em Pernambuco, cujo projeto expográfico foi desenvolvido pelo museólogo Aluízio Câmara. 

 

estacao central recife