curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Tacaratu



tacaratu-01Histórico

O local onde hoje fica o município de Tacaratu era habitado, primitivamente, por índios das tribos Pankararu, Umaús, Vouvêa e Geriticó, todas do grupo lingüístico Kariri. No Século XVII, a região (então conhecida como Cana-Brava) foi alvo de uma missão dirigida por padres da Congregação de São Felipe Nery que ali se instalaram, ficando depois o local conhecido por Brejo dos Padres.

Pelos registros históricos de que se tem notícia, consta que em 1652 foi criado em Tacaratu um Curato, ou seja, uma residência de vigário de aldeia. Documentos comprovam que em 1752 já existia ali uma capela, dedicada a Nossa Senhora da Saúde. Foi em torno dessa capela, nas terras dos índios, que surgiu a povoação que, mais tarde, seria a cidade de Tacaratu.

A Freguesia de Tacaratu foi criada a 08/09/1761, mas só foi instalada (pelo padre Antônio Teixeira de Lima) três anos mais tarde, tempo em que a capela original estava em reforma para servir de matriz. O Distrito de Tacaratu foi criado a 24/05/1808, sendo elevado à categoria de Vila pela Lei Provincial nº 248, de 16/06/1849. A Comarca de Tacaratu foi criada a 13/05/1854.

A Vila de Tacaratu foi elevada à categoria de Município pela Lei Estadual nº 1819, de 30/12/1953, desmembrada do Município de Petrolândia. O Município de Tacaratu foi instalado a 13/05/1954, ficando o 13 de maio como sua data de emancipação política. Em divisão territorial de 2005 (IBGE), o Município era formado por dois Distritos: Tacaratu e Caraibeiras.

Quem nasce em Tacaratu é tacaratuense.

Dados gerais

Localização: Sertão de Itaparica, distante 453 km do Recife.
Área: 1.183 km2
Solo: Areias quartzosas distráficas
Relevo: Plano e suave ondulado
Vegetação: Caatinga hiperxerófila
Ocorrência mineral: Conglomerados e arenitos conglomeráticos com intercalações de siltitos e folhelhos
Precipitação pluviométrica média anual: 1.076,1 milímetros
Meses chuvosos: Dezembro - Julho
População: 22.073 habitantes (IBGE 2010)
Eleitorado: 12.688 eleitores (TRE 2010)
Dia de feira: Sábado
Data de comemoração da emancipação política: 13 de maio
Prefeito: José Gerson da Silva (PSB)
Vice-Prefeito: Jeovane Carvalho da Costa (PTC)
Padroeira: Nossa Senhora da Saúde

Base econômica

O município de Tacaratu tem como principais atividades econômicas a agropecuária e a produção de redes (de dormir) e tapetes. Na agricultura, os principais produtos são: feijão, milho, mandioca e manga. Na pecuária, destaques para os rebanhos caprino e bovino. A produção de redes e tapetes está concentrada no Distrito de Caraibeiras, onde 85% da população dependem dessas atividades.

Peculiaridades

O Município de Tacaratu é conhecido como "a terra dos Pankararus" (por abrigar em sua área territorial a maior parte da atual reserva desses índios) e detém, também, o título de maior produtor de redes (de dormir) e tapetes do Estado de Pernambuco.

Essa atividade econômica (aliás, uma herança indígena) está concentrada no Distrito de Caraibeiras e, conforme dados de 2008, representava uma produção de cerca de 200 mil peças por mês, entre redes, tapetes, mantas, coxins e outras.

No princípio, a produção de redes em Caraibeiras era apenas através do processo artesanal. Hoje, grande parte da tecelagem é industrial e sua produção é comercializada no Brasil e no exterior.

Turismo

Além de atraído pela representatividade histórico-cultural da região, quem vai a Tacaratu pode curtir o turismo ecológico através de caminhadas e trilhas em áreas como Serra do Cruzeiro, Pico do Morcego, Serra Grande etc.

Outra atração do município são as tradicionais festas religiosas, com suas procissões e novenários, sendo a mais tradicional delas a festa da Padroeira Nossa Senhora da Saúde que acontece entre a última semana de janeiro e a primeira de fevereiro.

No Artesanato, os destaques são para os bonitos trabalhos em folhas de ouricuzeiro ou bananeira; peças decorativas ou utilitárias confeccionadas com cipó; trabalhos em madeira ou objetos de couro.

A gastronomia típica oferece desde o clássico bode assado, passando pela galinha guisada, até pratos como peixe frito ou cozido e peixada. Como aperitivo, que tal uma dose da cachaça pernambucana?

Confira, abaixo, alguns pontos turísticos do município:

Cachoeira das Laginhas – Localizada entre Tacaratu e o Distrito de Caraibeiras, distante 4,5km do centro da cidade. É temporária, dependendo do regime das chuvas, com uma queda dágua de 50 metros, sendo 20 metros de queda livre.

Cachoeira do Salobro – Fica na Serra do Salobro (que é a continuação da Serra do Cruzeiro) e possui sete quedas, onde o visitante pode se deliciar em banhos com grandes duchas naturais. Grande volume de água na época das chuvas.

Fonte Grande – Localizada na Serra Grande, fica a 03 km do centro da cidade. A bica jorra água cristalina, através de fissura na rocha, a cerca de 02 metros de altura.

Serra do Cruzeiro – Belo local de trilhas que geralmente têm como ponto de partida o Santuário de Nossa Senhora da Saúde, na sede do município. Do topo da serra, tem-se uma visão ampla de toda a região. A serra tem esse nome desde 1904, quando foi erguido ali o que os moradores chamam hoje de o Cruzeiro da Cidade.

Serra Grande – Também local de turismo de trilhas, do topo dessa serra (com aproximadamente 70 metros de altura) temos uma vista panorâmica da cidade de Tacaratu. Além da Bica Grande já citada aqui, na base da serra existe a Bica dos Homens e no percurso até o mirante há uma gruta que teria sido esconderijo dos cangaceiros comandados por Lampião.

Casarão de Pedras – Construída provavelmente no final do século XIX, tem paredes externas em alvenaria de pedra com 50 cm de espessura. Abaixo das janelas, as paredes têm orifícios que possibilitam a quem se encontra no interior da casa efetuar disparos de armas de fogo. O casarão teria abrigado, por mais de uma vez, o cangaceiro Lampião. No seu interior, conserva ainda equipamentos como armadores de rede feitos em madeiro e fogão de barro, além de objetos como camas e baús do século XIX.

Capela de santo Antônio – Localizada na Reserva Indígena Pankararu, no Brejo dos Padres, provavelmente erguida pelos missionários da Congregação de São Felipe Nery, no final do século XVII, e totalmente reformada no início do século XX.

Santuário de Nossa Senhora da Saúde – Construído em 1929, é local de uma das mais importantes festas religiosas da região, a da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Saúde, que atrai romeiros de vários Estados Nordestinos, entre o final de janeiro e início de fevereiro. O Santuário fica aberto de terça-feira a domingo, das 08:00 às 12:00 horas.

Festas

Além dos festejos pela passagem do dia da padroeira da cidade, as mais importantes festas em Tacaratu são as seguintes: Drama da Paixão, encenado durante a Semana Santa no Povoado de Curralinho; emancipação política do município (13 de maio); festas juninas (Santo Antônio, São João e São Pedro); Festa de Santa Cruz, no Distrito de Caraibeiras; e Carnaval.

Serviços

Prefeitura/endereço:
Rua Pedro Toscano, 349 - CEP: 56.480-000
Telefones: (87) 3843-1148 - (87) 3843-1156

Fórum/endereço:
Rua Pedro Toscano, 366 - Centro - CEP: 56.480-000
Telefones: (87) 3843-1169 - (87) 3843-1116

Câmara Municipal
Rua Pedro Toscano, 349 - CEP: 56.480-000
Telefone: (87) 3843-1111

Vereadores (11):
Aecio Jader Campos de Lima (PDT)
Antenor Gomes de Oliveira Filho (DEM)
Caique Tertuliano Campos Braga (PSB)
Francisco Filipe Araujo Carvalho (PSB)
Givaldo Torres de Oliveira (PSB)
Hildefonso Gomes de Sá Júnior (PR)
Luciano João dos Santos (PTC)
Luiz Gonzaga Nunes (PR)
Paulo Sérgio de Carvalho (PSD)
Ricardo de Lima Torres Filho (PTC)
Sérgio Murilo Rodrigues Nóia (PR)

Powered by Bullraider.com

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco