Marca PE AZ

Veja, abaixo, a relação dos açudes e barragens construídos nos leitos dos rios pernambucanos para implantação dos serviços de abastecimento de água estaduais:

 

Nome

Capacidade total (m3)

Município

Carpina

270.000.000

Carpina

Tapacurá

94.200.000

S. Lourenço da Mata

Goitá

35.380.000

Glória de Goitá

Botafogo

27.595.036

Igarassu

Duas Unas

24.199.000

Jaboatão

Várzea do Una

11.668.010

S. Lourenço da Mata

Utinga

10.426.047

Ipojuca

Sicupema

3.200.000

Cabo

Bita

2.770.000

Ipojuca

Pão de Açúcar

54.696.500

Pesqueira

Poço Fundo

27.750.000

Sta. Cruz do Capibaribe

Eng. S. Guerra

17.766.470

Belo Jardim

Arcoverde

18.823.454

Pedra

Eng. G. Pontes

13.800.000

Caruaru

Ipaneminha

3.900.000

     -

Inhumas

3.273.000

Garanhuns

Mororó

2.929.682

Pedra

Mundaú

1.968.600

Garanhuns

Machado

1.613.030

Brejo Madre Deus

Eng. F. Sabóia

504.081.125

Ibimirim

Entremontes

339.333.700

Parnamirim

Chapéu

188.000.000

Parnamirim

Saco II.

123.523.510

Sta. Ma. Boa Vista

Barra de Juá

71.474.000

Floresta

Algodões

54.481.872

Ouricuri

Rosário

34.990.000

Iguaraci

Eng. Camacho

27.664.500

Ouricuri

Lopes II.

23.935.360

Bodocó

Custódia

21.623.100

Custódia

Cachoeira II.

21.031.145

Serra Talhada

Brotas

19.639.576

Afogados da Ingazeira

Boa Vista

16.448.450

Salgueiro

Jazigo

16.643.300

Serra Talhada

Salgueiro

14.698.200

Salgueiro

Abóboras

14.360.000

Parnamirim

Araripina

3.702.200

Araripina

Pau Branco

3.315.774

Afrânio

Terra Nova

1.220.625

Petrolina

São José II.

7.200.000

São José do Egito

Mocotó

757.747

Vitória de Santo Antão

Boa Vista

1.632.187

Itapetim

Santa Terezinha

7.152.875

Petrolina

Pau Ferro

2.068.937

Petrolina

Mandu

939.532

Pedra

Barro Branco

213.766

Tabira

Urubu

2.033.780

Salgueiro

Traíras

2.991.910

S. José do Belmonte

Cajarana

1.300.000

Afrânio

0
0
0
s2sdefault

O Rio Beberibe nasce no município de São Lourenço da Mata através da confluência dos seus dois formadores: o Rio Pacas e o Rio Araçá. Tem uma extensão de 19 km, desde a nascente até desembocar no mar.

A bacia hidrográfica do Beberibe engloba uma área de 79 km2, numa região que vai de São Lourenço da Mata, pequeno trecho do município de Paulista e vastas áreas das cidades de Recife e Olinda. É uma bacia hidrográfica litorânea, situada inteiramente na Zona da Mata de Pernambuco e na Região Metropolitana do Recife.

O principal afluente do Beberibe na sua margem direita é o Rio Morno, que, por sua vez, recebe água do Rio Macacos, ainda em seu trecho superior. Também pela margem direita, o Beberibe recebe ainda as águas do Canal do Vasco da Gama.

Pela margem esquerda, o Beberibe recebe as águas do Riacho Lava-Tripas e do Canal da Malária. Infelizmente, hoje todas essas fontes de alimentação do Beberibe estão com um elevado grau de poluição que tornam o rio um imenso esgoto a céu aberto.

Em períodos normais, o Bebribe é um rio estreito, com largura aproximada de seis metros em grande parte do seu percurso, alargando-se apenas no seu trecho final, quando sofre influência das marés altas.

Esta largura do rio só é alterada em períodos de enchentes. No final do seu trajeto, o Beberibe corre paralelo ao mar em direção ao sul, encontrando-se com o Rio Capibaribe para desenbocarem, juntos, no oceano, entre Recife e Olinda.

Até o início do século passado, o Rio Beberibe e seus afluentes eram margeados por florestas exuberantes. O rio, em seu trecho inferior, servia para o transporte de madeira e carvão, através de balsas que desciam até a foz.

Em sentido contrário, eram comuns os barcos provenientes do mar, que transportavam peixes para comercialização em locais como O Varadouro e outros pontos de venda.

0
0
0
s2sdefault

Pernambuco dispõe de 13 grandes bacias hidrográficas, além de seis bacias de pequenos rios litorâneos e oito bacias dos chamados rios interiores. As 13 grandes bacias são formadas pelos rios: Capibaribe, Goiana, Ipojuca, Sirinhaém, Una, Ipanema, Mundaú, Moxotó, Pajeú, Terra Nova, Brígida, da Garça e do Pontal. O mais importante de todos esses é o Capibaribe, que banha, inclusive, a capital Recife.

Além dessas bacias hidrográficas, alguns municípios pernambucanos são cortados pelo Rio São Francisco, o mais importante do Nordeste. Geograficamente, nossos cursos d'água são divididos em rios litorâneos (que nascem no Planalto da Borborema e deságuam no Oceano Atlântico) e rios sertanejos que, em geral, deságuam no Rio São Francisco.

0
0
0
s2sdefault

É o mais importante rio pernambucano, nasce nas vertentes da Serra do Jacarará, no município de Poção e tem 240 km de extensão. Em sua bacia estão localizados 39 municípios e o rio deságua no Oceano Atlântico, depois de cortar toda a cidade do Recife.

Tem seu curso dividido em três trechos: superior, médio e inferior. Os alto e médio cursos do rio estão situados no Polígono das Secas, onde o rio apresenta regime temporário.

No curso inferior, o Capibaribe se torna perene a partir do município de Limoeiro, na região agreste do estado, até o seu desaguadouro. A bacia hidrográfica do Rio Capibaribe compreende uma área de 7.716 km2, que representa 7,8% do território pernambucano.

Seu mais importante afluente é o Rio Tapacurá. Na bacia do Capibaribe, o clima predominante é o semi-árido e menos de 20% de sua área têm chuvas acima de 800 milímetros.

0
0
0
s2sdefault

Publicidade

banner google1

Parceiros

banner google1banner google1

Publicidade

banner google1

Multimídia