curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Flôr de Muçambê

flor mucambeFlôr de Muçambê: divulgando a boa música pernambucana

Composto por belas e jovens instrumentistas de formação acadêmica, o Flôr de Muçambê é um grupo recifense que só divulga o que há de melhor na música regional. Por isso, em pouco tempo o conjunto conquistou a cena musical pernambucana e hoje já busca espaço até mesmo fora do Brasil.

Criado em 2007 por cinco jovens garotas amantes da boa música popular brasileira, o Flôr de Muçambê é um conjunto musical formado por: voz, dois violinos, uma viola, um violoncelo e uma percussionista. Além disso, como apoio em apresentações ao vivo o grupo conta com a participação de mais quatro instrumentistas: bateria, baixo, teclado e mais uma percussionista. Os ritmos interpretados pelas bonitas e competentes meninas recifenses vão do forró ao frevo.

De acordo com o seu material de divulgação, o Flôr de Muçambê tem como proposta “a fusão dos instrumentos eruditos com a música popular regional, quebrando as barreiras do preconceito de ambas as partes”. Entre os objetivos do grupo estão “o resgate e a valorização da música nordestina, bem como a modernização da mesma, levando-a a uma linguagem universal”. E mais: “carregar por mãos femininas a música e a cultura pernambucanas, sem a perda de qualidade”.

Em apenas três anos de andanças para divulgar o que há de melhor na música pernambucana, o Flôr de Muçambê parece já ter conquistado o seu lugar no disputado cenário artístico brasileiro. O conjunto já se apresentou (e fez sucesso) em vários Estados não só do Nordeste, mas de todas as outras regiões do Brasil. E mais: em 2010, o Flôr de Muçambê participou do I Brazilian Day de Estocolmo, na Suécia, sendo, aliás, o único grupo pernambucano a conseguir essa façanha.

A qualidade do Flôr de Muçambê, em parte está diretamente ligada à origem de suas integrantes: todas são profissionais de formação acadêmica – vieram da Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório Pernambucano de Música. Além disso, o conjunto conta com o trabalho de arranjadores de peso, como o consagrado Maestro Duda, por exemplo. Isso, sem contar com o repertório, escolhido a dedo, onde só cabem as composições de grandes mestres da nossa música.

Gizelle Dias, idealizadora e líder do grupo, explica que a idéia de criar o Flôr de Muçambê surgiu quando ela estudava música no Conservatório Pernambucano onde, aliás, conheceu as outras companheiras:

“Pensei em criar algo que, antes de qualquer coisa, fosse um trabalho inédito, que unisse o erudito e o popular, que valorizasse acima de tudo a nossa música e a nossa cultura, e que fosse algo que pudesse ser apreciado em qualquer lugar do mundo. Então, decidi fazer um quarteto de cordas, feminino, com percussão. E hoje, tocando, cantando e dançando acompanhadas por uma banda de apoio, estamos conquistando o nosso espaço não só aqui, mas, graças a Deus, até mesmo fora do Brasil.”

Integrantes do Flôr do Muçambê:

Gizelle Dias (violino, voz e produção, 28 anos)
Aline Lucena (violino, 22 anos)
Roberta Vieira (viola, 25 anos)
Val Janie (violoncelo, 24 anos)
Jessica do Vale (percussão, 22 anos)

Contato: (81) 8861-6014 (Gizelle)
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Powered by Bullraider.com

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco