curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Políticos De-Votos

Os políticos de-votos de Frei Damião

de votos 2Falecido em 1997, Frei Damião de Bozzano era um religioso carismático, um missionário tido como santo pelos sertanejos nordestinos – só comparado ao lendário Padre Cícero Romão, o santo do Juazeiro do Norte.

Por essas razões, o frade capuchinho sempre despertou a cobiça de políticos que o agraciavam com medalhas, títulos e honrarias ou que simplesmente posavam ao seu lado e, depois, faziam de tudo isso material de propaganda eleitoral.

São inúmeros os exemplos de candidatos a vereador, prefeito, governador, deputado etc. que fizeram de Frei Damião um cabo eleitoral. E, na maioria das vezes, o frade sequer era informado sobre o uso de sua foto em cartazes, panfletos e outras peças.

O caso mais acintoso de uso da popularidade de Frei Damião na cata de votos foi o do ex-presidente Fernando Collor, que fez toda campanha presidencial no Nordeste alardeando sua "amizade" com o frade.

Mas, Pernambuco também teve os seus políticos de-votos do capuchinho.

Nilo Coelho foi um desses políticos. Sertanejo de nascimento e com bases eleitorais em Petrolina (também sertão do Estado, onde o frade era queridíssimo), por várias vezes ele pegou carona na popularidade de Frei Damião, de olho no eleitorado.

Quando governador, por exemplo, em 1971 Nilo Coelho concedeu a Frei Damião a Medalha Pernambucana do Mérito e a foto da solenidade de entrega da honraria foi estampada em todos os jornais do Estado.

Em 1978, ao disputar as eleições ao Senado, novamente Nilo Coelho apareceu ao lado de Frei Damião. E, desta vez, numa peça de campanha eleitoral: um panfleto (distribuído aos milhares) com a foto dos dois e o seguinte texto:

"Com a graça de Deus e a minha bênção: eu recomendo meu amigo Nilo Coelho para o Senado. Frei Damião." Uma curiosidade: esta suposta assinatura do frade tinha a mesma grafia de todo o resto do texto do panfleto. Ou seja, não era real.

Na Assembléia Legislativa, em 1977 Frei Damião recebe o título de Cidadão Pernambucano.

O ex-deputado federal Joaquim Francisco também gostava de posar para fotos ao lado de Frei Damião, o que, aliás, ocorreu várias vezes. Mas, em nenhuma ocasião o fato foi tão espetacular quanto ao que se deu no dia 02 de setembro de 1991.

Na época governador de Pernambuco, Joaquim decidiu conceder uma pensão de dois salários-mínimos a Frei Damião e, como o frade estava doente, ficou decidido que a lei concedendo o benefício seria assinada no leito do enfermo. E assim foi feito.

No outro dia, os jornais estamparam a foto que mostrava: Frei Damião no leito hospitalar segurando um crucifixo, o governador sentado numa carteira escolar assinando papéis e, ao fundo, uma dezena de deputados governistas.

De todos os políticos que, de uma forma ou de outra, utilizaram Frei Damião para chegar juntos aos eleitores, provavelmente nenhum comungava, de fato, com as idéias do religioso que, em pleno século 20, pregava coisas do tipo:

"Um beijo dado no rosto da namorada, como um beijo dado numa parenta, não tem nada demais, estão ouvindo? Agora, um beijo na boca, um beijo de língua, isso não. É pecado."

Powered by Bullraider.com

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco