curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Arraes: discurso 02 – Recife, 26/07/1998

2 - "Esta batalha é decisiva não para eleição de governador, mas para o destino do País" (Inauguração do comitê central da campanha, Recife, 26/07/1998)

Meus amigos,

Nosso companheiro, Fernando Bezerra, chamou atenção para a necessidade de fazermos uma campanha de intensidade, uma campanha que atinja todos os recantos deste estado. E ele tem razão, porque esta não é uma campanha como muitas outras.

Nós estamos numa situação no Brasil em que avançaram, com a eleição de Fernando Henrique, as forças de direita no país. Para implantar o neo-liberalismo, vejam que quem estão no poder são estas forças, vejam quem pode se consolidar com a reeleição são estas forças, acrescidas de muita gente que serviu à ditadura.

Estamos voltando por processo tortuoso para ter no poder as mesmas forças que no governo do general Geisel promoveram a abertura que ele queria segura, abertura que ele queria lenta, abertura controlada pelos meios de comunicação que foram, pouco a pouco, substituindo as armas. As armas retiradas da rua e trocadas pelo sistema de comunicação para confundir a população. E os meios de comunicação, por melhores que sejam e nós temos do ponto de vista técnico as melhores televisões e rádios do mundo, mas o conteúdo destas comunicações leva sempre a desviar o povo das razões concretas porque ele luta.

E mais: eles são mestres em nos dividir, são mestres em nos jogar uns contra os outros e impedir que essa unidade se faça. E o grande avanço que demos agora, com a constituição de forma mais sólida e conseqüente, da frente popular a nível nacional, que procuramos repetir aqui no estado de Pernambuco.

Mas esta frente não se faz apenas pela unidade que algumas pessoas que estão nos palanques, a frente popular se faz pela unidade de quem não está no palanque, está fora dele, que deve descer para se juntar ao povo nessa marcha que nós precisamos fazer de forma unitária, com a consciência de que esta é uma batalha decisiva, não para eleição do governador e do senador, é uma batalha decisiva para o destino do Brasil.

E nós temos que lutar por isso, para que asseguremos no Brasil o fortalecimento daqueles que querem se opor às mesmas forças contra as quais nós nos opusemos há muitos e muitos anos atrás mas que perduram através dos mesmos atores que eles jogaram naquela época para controlar militarmente o Brasil.

Todo mundo hoje é democrata, todo mundo vai se submeter ao voto... Tem gente que fechou o Congresso e diz que é democrata. Precisamos Ter essa consciência: o inimigo não usa só metralhadora, ele agora utiliza formas de comunicação mais perigosas do que as metralhadoras, porque eles tocam as consciências, eles dividem, fazem com que essa divisão se torne a principal disputa entre nós mesmos.

O nosso adversário está ali identificado, ele está claro diante de nós e nós não podemos nos desviar desse combate contra eles, contra as formas de governar que ele colocou nesse país. Quando é preciso o golpe militar, eles dão o golpe militar. Se pode vencer com as eleições, tudo bem, dá menos trabalho e é mais simpático pra todo mundo. Mas a democracia não pode se confundir só com eleição. A democracia é a nossa convivência e a convivência no seio do povo, para que ela seja construída de forma concreta, no serviço a nossa gente, mas sobretudo na elevação da consciência cada vez maior da população brasileira.

Nosso trabalho agora e sempre e a vida toda tem que ser o de procurar ouvir a nossa gente e, ao mesmo tempo, fazer com que ela nos ouça, se nós temos a capacidade de levar para ela aquilo que é justo, razoável, aquilo que ela concorda. Porque na hora que se mete na cabeça uma idéia justa, as pessoas reagem e lutam por ela. É pela justiça que nós vamos avançar, através da unidade que se conquista muitas vezes com muita dificuldade, mas é o fundamental. Porque a conscientização de todos nós e da nossa gente vai fazer com que não só ganhemos essa eleição mas que prossigamos de forma melhor, mais avançada para conquistas novas do povo pernambucano.

Vamos para frente construindo essa força, fazendo surgir quadros novos que possam ir assumindo os postos de comando de toda parte, desde a base até em cima. Pois só esses jovens, formados, podem dar mais energia, podem dar sustentação e estrutura ao movimento popular do nosso Estado e do Brasil. Conto com vocês para essa grande luta. Vamos votar em Lula, Humberto Costa e nos candidatos da Frente Popular.

Muito obrigado

Powered by Bullraider.com

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco