curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Colônia Suassuna

Primeira tentativa de colonização e reforma agrária em Pernambuco, criada em 1889, em Jaboatão, pelo governo da União, a pedido do Barão de Lucena, para estabelecer um grupo de agricultores emigrantes. A área tinha 2.200 hectares (onde funcionaram cinco engenhos de açúcar) e foi dividida em 145 lotes de 12 a 22 hectares cada um.

A Colônia era dividida em três áreas: na primeira, foram construídas 90 casas, a maioria de tijolo e algumas de taipa; na segunda, havia 18 casas; na terceira área (que ligava as outras duas), foram construídas estradas carroçáveis, duas pontes sobre o Rio Jaboatão, pontilhões e bueiros. Os agricultores cultivavam cana-de-açúcar, milho, feijão, mandioca, arroz e, em 1893, iniciaram as plantações de café e cacau.

A experiência estava dando certo mas, em janeiro de 1894, a União vendeu a sede da Colônia para instalação da usina SA Progresso Colonial que ficaria obrigada a comprar a cana produzida pelos colonos.

Em seguida, a 15/01/1894, a União passou a administração dos assentamentos ao governo do Estado. Alegando não dispor de dinheiro para sua manutenção, a 15/03/1895 o governo estadual extinguiu a Colônia e vendeu todos os lotes. Os colonos eram, em sua maioria, brasileiros e 150 estrangeiros.

Powered by Bullraider.com

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco