curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Feira-Livre

Feira-Livre: movimentado e colorido cenário que atravessa séculos

feira livre 1Quem é do interior conhece bem aquele movimentado e colorido cenário, com frutas fresquinhas em tabuleiros ou espalhadas pelo chão, barracas de mercadorias de todo tipo (da roupa ao fumo de rolo), cereais, legumes, animais, perfumes baratos, vendedores apregoando a qualidade dos seus produtos, gente comprando ou apenas circulando de lá pra cá, meninos prontos para ajudar no carregamento das compras, barulho e, claro, o fiscal da prefeitura atuando para garantir a arrecadação de impostos...

São as tradicionais feiras-livres, fenômenos econômico-sociais já conhecidos desde os gregos e romanos (no Brasil vêm dos tempos da Colônia) e que sobrevivem firmemente, apesar dos modernos e sofisticados mecanismos de compra-e-venda dos tempos atuais. Em Pernambuco, todos os seus 184 municípios dispõem, ainda hoje, de uma feira-livre. Até mesmo na capital, Recife, as feiras ainda estão presentes em alguns bairros. Isso, sem contar os vários distritos ou povoados que também têm suas feiras.

A mais popular feira-livre de Pernambuco é, sem dúvida, a de Caruaru, que já ganhou música de Luiz Gonzaga e é conhecida até mesmo fora do Brasil. A mais antiga é a feira de Igarassu. E a mais charmosa é a... Bom: nesse particular, as opiniões se dividem. Agora, quanto ao dia preferido para realização das feiras, o sábado ganha disparado: em 45% dos municípios pernambucanos, elas ocorrem nesse dia. O domingo vem em seguida, com 13,5% e o dia menos usado para feiras é a quinta, com 2,7%.

Em algumas cidades do interior do Estado, as feiras são o único local de comércio da população E mais: há casos em que elas funcionam, também, como centros culturais e de lazer, por exemplo. Na confusão organizada de uma feira-livre, além de fazer negócios, as pessoas se encontram, trocam informações, convidam para uma festa, um almoço. No caso de jovens da zona rural, que moram em sítios diferentes, a feira é até mesmo o único lugar de paquera, de um flerte semanal.

Talvez por todo esse significado, as feiras-livres têm tanta vitalidade e sobrevivem aos séculos. Há quem diga, inclusive, que elas nunca acabarão. Continuarão esbanjando o seu colorido, seus sons, seu movimento ora apressado ora agoniadamente lento, aquele cheiro de infância, do passado, como um verdadeiro teatro cheio de personagens, cada um com a sua história.

feira livre 2

Powered by Bullraider.com

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco