curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Jornal do Commercio

Circulou pela primeira vez a 03/04/1919. Fundado, no Recife, pelo ex-senador Francisco Pessoa de Melo (juntamente com os irmãos João e José) para fazer a campanha política do seu tio Epitácio Pessoa à presidência da República. Em 1930, com a revolução, o jornal foi totalmente destruído e incendiado, sendo recuperado três anos mais tarde.

Na década de 1960, tornou-se o carro-chefe do mais influente grupo de comunicação do Nordeste (formado ainda pelo vespertino Diário da Noite, uma emissora de TV e cinco de rádio). No final da década de 1970, começou a enfrentar uma grande crise financeira que iria durar dez anos.

Durante esse tempo, chegou a suspender o pagamento aos seus fornecedores, inclusive de papel; os jornalistas não recebiam salários, apenas vales; e o jornal chegou a vender apenas 850 exemplares/dia.

Em fevereiro de 1987, um grupo de funcionários assumiu o jornal que deixou de circular por 34 dias, até que a empresa foi adquirida por um grupo empresarial que tinha como acionista majoritário João Carlos Paes Mendonça, do Grupo Bompreço. O jornal, então, foi recuperado e voltou a disputar o mercado em pé de igualdade com o Diário de Pernambuco.

O JC foi o único jornal brasileiro a noticiar a invasão da URSS pelas tropas de Hitler, graças à antiga prática de só fechar a primeira página às 04 horas da manhã. Durante muitos anos, chegou a ser o jornal mais influente do Nordeste.

Powered by Bullraider.com

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco