Militar, nasceu em Olinda, em princípios do Século XVII. Participou das lutas contra as Invasões Holandesas em Pernambuco e na Bahia, tendo participado também da guerra de restauração de Portugal do domínio espanhol. Prisioneiro em poder dos holandeses, permaneceu dois anos na prisão, sendo libertado em 1639.

Em 1643, vai para o Rio de janeiro, tornando-se governador daquela capitania em 1660,depois que uma revolta popular destituiu do cargo Thomé Correia de Alvarenga, então substituto do governador Salvador Correia de Sá e Benevides que havia viajado para inspecionar algumas minas na capitania de São Vicente.

Com a volta de Salvador Correia ao Rio de Janeiro, Agostinho Barbalho Bezerra é deposto do cargo (08/2/1661) e enviado, preso, para Portugal. Considerado inocente, é perdoado e ainda recebe como prêmio pelos serviços prestados a Portugal a administração das minas de Paranaguá, São Paulo, (1663); e o governo da capitania de Santa Catarina (1664). Morreu no Rio de janeiro, em 1671.