Militar, político e escritor, José Ignácio de Abreu e Lima (o General Abreu e Lima) nasceu em Pernambuco, a 06 de abril de 1794, filho do Padre Roma. Serviu em Angola e também lutou ao lado de Simon Bolívar, pela libertação da Venezuela.

Com a morte de Bolívar, esteve nos Estados Unidos, na Europa e, em seguida, retornou ao Brasil, fixando residência no Rio de Janeiro. Em 1844, retornou a Pernambuco, onde aderiu à Revolta Praieira (1848), sendo, por isso, preso.

Libertado, dedicou-se apenas à literatura ensaísta, defendendo idéias de inspiração socialista. Publicou, entre outros, os livros "Compêndio de História do Brasil" (1843) e "O Socialismo" (1855).

Também colaborou em vários jornais pernambucanos, entre os quais Diário de Pernambuco, Diário Novo e Barca de São Pedro.

Por conta de suas idéias socialistas, o bispo Dom Francisco Cardoso Ayres não autorizou o seu sepultamento no Cemitério do Recife, sendo o general sepultado no Cemitério dos Ingleses.