curta nossa página no facebook / Like us at Facebook Entre em nossa comunidade do orkut / Join us at orkut Siga-nos no Twiiter / Follow us at TwitterSiga-nos no Linkedin / Follow us at LinkedInAdicione-nos em seu círculos / Add us at your circles

Santo Antônio e São José

Bairros do Recife, tiveram ocupação iniciada quando os franciscanos começaram construir ali o Convento de Santo Antônio, em 1606. A princípio, os dois bairros tiveram desenvolvimento lento, ganhando impulso com a ocupação dos holandeses, sobretudo quando Maurício de Nassau iniciou um plano de urbanização daquela área.

Com o plano de Nassau, a área ganhou canais de drenagem dos alagados, mercado, parques e outras edificações, entre as quais o Palácio de Friburgo (1642) construído no local onde hoje fica o Palácio do Governo. No final do século XVII, com a construção de pontes, a povoação de Santo Antônio foi-se estendendo para o lado sul, surgindo daí o bairro de São José.

O desmembramento se deu por Lei Provincial a 02/05/1844 e, durante certo período, o bairro foi chamado Campina do Taborda. Com área de 178 hectares, o bairro de São José tinha em 2000, segundo censo do IBGE, uma população de 8.653 habitantes, moradores que resistiam ao grande centro comercial em que foi transformada aquela área inicialmente habitada por pescadores.

Em São José estão localizadas algumas das mais importantes edificações históricas de Pernambuco, como o Forte das Cinco Pontas (construído pelos holandeses em 1630), o Mercado de São José (1787), a antiga Casa de Detenção (hoje Casa da Cultura) e a antiga Estação Central da Rede Ferroviária, hoje Museu do Trem, além de várias igrejas, como a Basílica da Penha construída pelos capuchinhos franceses em 1656.

O bairro de São José já teve vários cinemas, como o Moderno, o São José, o Ideal e o Glória, este último na Praça do Mercado. Foi também no bairro que, em 1875, Antônio José de Miranda Falcão montou uma tipografia e fundou o Diário de Pernambuco, jornal mais antigo em circulação na América Latina.

Ao longo da história (e, sobretudo, quando era bairro apenas residencial), São José foi berço de tradicionais agremiações do carnaval recifense. Surgiram ali, por exemplo, os blocos Batutas de São José, Prato Misterioso, Pão-duro, Donzelas e Traquinas de São José, e clubes como Vassourinhas e o das Pás Douradas, entre outros.

Powered by Bullraider.com

Parceiros

Publicidade

PE A-Z © Todos os direitos reservados

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco